A FABET – Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte foi criada pelo SETCOM – Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Oeste e Meio Oeste Catarinense em 14 de fevereiro de 1997, na cidade de Concórdia - SC. O fator motivador do seu surgimento está relacionado à violenta realidade das rodovias brasileiras, onde vidas são ceifadas diariamente pela imprudência dos motoristas.

A FABET surgiu com o objetivo de oferecer treinamento para motoristas de caminhões pesados e semi-pesados e hoje realiza treinamentos para toda equipe de empresas do segmento rodovirário de cargas e passageiros.


Tendo o caminhão como ponto de partida, por tratar-se de um veículo extremamente perigoso nas mãos de pessoas despreparadas, a FABET criou programas educacionais específicos visando a qualificação e atualização destes profissionais. O impulsionador da FABET foi o Programa Caminhão Escola, criado também no SETCOM, em outubro de 1995. O curso, inédito no país, busca a profissionalização do motorista de caminhão.

Em dezembro de 1999, a FABET celebrou o Convênio PROEP/FNDE/MEC número 197/99 tendo por objeto específico o angario de recursos com vistas à construção da estrutura da entidade, visando a consecução de seus objetivos fundacionais voltados ao oferecimento de educação especializada para a sociedade no segmento do transporte.

Os recursos foram integralmente investidos na consecução do convênio. Atualmente a FABET apresenta em sua estrutura: salas de aula, laboratórios, auditório, refeitório, alojamento, biblioteca e pista de treinamento. Toda esta estrutura está distribuída em uma área de 155 mil metros quadrados. Esta estrutura muito contribui para o desenvolvimento de um ensino de qualidade.

No ano 2000, graças ao Convênio PROEP/FNDE/MEC número 197/99, a FABET lançou o maior projeto educacional em benefício do transporte rodoviário de cargas: o Centro de Educação e Tecnologia no Transporte.

O CETT foi inaugurado em 25 de julho de 2002, se constituindo num marco inicial do desenvolvimento educacional para o segmento.

O projeto, idealizado pela FABET, foi pioneiro no Brasil e na América Latina. Seu modelo de sustentabilidade através de parceiras foi considerado exemplo no Brasil, sendo que em 2005, o CETT foi elevado pelo Ministério da Educação à condição de Faculdade de Tecnologia Pedro Rogério Garcia - FATTEP através da Portaria no. 158, publicada no Diário Oficial da União em 19 de janeiro de 2005.


A criação da FATTEP estava contemplada no planejamento pedagógico da FABET, que tem registrado em seu estatuto o propósito de oferecer educação profissional nos níveis básico, técnico e tecnológico com ênfase no setor de transporte rodoviário.



Twitter